top of page

DHA na neuroproteção

Pessoas com desordens neurodegenerativas geralmente apresentam deficiências em ácidos graxos poli-insaturados, e observou-se in vitro que o pré-tratamento com DHA, o principal ômega-3 presente nas membranas neuronais, oferece proteção aos neurônios dopaminérgicos contra a morte celular induzida pela neurotoxinas [1].

Estudos demonstram a ocorrência de uma clara conexão entre o cérebro e o intestino, o que descreve o benefício de uma dieta preventiva contendo ômega-3 para prevenir a doença de Parkinson[2].

Além disso, o DHA também exerce atividade neuroprotetora contra a doença de Alzheimer, atuando na via PI(3)K/Akt. A suplementação de micronutrientes podem ajudar a prolongar o aparecimento dos sintomas de demência, uma vez que protegem contra os danos oxidativos que ocorrem precocemente na doença de Alzheimer[3].

Numa época em que a expectativa de vida aumenta, proteger as funções neuronais deve ser considerada uma atitude essencial. Mas tome cuidado: analise a composição dos suplementos e escolha aqueles que não contém ácidos graxos saturados ou compostos da série omega-6, que é prejudicial à saúde e não devem ser vistos apenas como "veículo"!




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page